Alimentando Nossa Cultura
Ministério da Cultura apresenta: Concurso Gastronômico "Alimentando nossa Cultura: Cozinha de Fusão e Afetividade"
CHEFS
Chef Jussara Lunas

A paraense Jussara Lunas é gastrônoma, chef de cozinha, chef executiva e consultora. Entusiasta da comida amazônica, trabalhou por anos no grupo Capim Santo, da chef Morena Leite, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Pará, trabalhou com o governo do estado em parceria com o Instituto Capim Santo (que conecta o terceiro setor a ações na área de gastronomia para gerar mobilidade social a pessoas em situação de risco e vulnerabilidade), onde foi instrutora de um curso prático e teórico.

Em 2021 entrou para a equipe da Combu Produtos da Amazônia, uma das maiores distribuidoras de produtos alimentícios e artesanais amazônicos, atuando como chef de cozinha e criando receitas para o site da loja. Atualmente trabalha como chef executiva, faz eventos e presta consultoria, contribuindo para a divulgação e valorização da cultura gastronômica da região norte do país.

Chef e Assessora Marina Cabral

Marina Cabral é gastrônoma, administradora, publicitária, empreendedora e empresária. Neta de “Seu Cabral”, pescador que costumava levar a família para passear de barco e na ilha do Combu, que fica em frente a Belém, sempre foi apaixonada por comida e pela cultura local.

Quando se mudou para São Paulo, há quase 20 anos, sentiu falta, como todo paraense que se preze, dos insumos de sua terra, e resolveu transformar a necessidade em negócio criando em 2015 seu pedacinho da Amazônia em São Paulo: a Combu – Produtos da Amazônia, distribuidora especializada em produtos alimentícios da região Norte do país.

Com o incentivo aos pequenos produtores e com a profissionalização da produção, comercializa toneladas de produtos congelados e secos em mais de 80 itens que contam com certificado de origem e uma alta qualidade, que pode ser atestada em restaurantes, hotéis, empórios, mercados, escolas de gastronomia e amantes de boa comida de todo o país.

Chef Cindy Nogueira

Gastrônoma, de Belém do Pará, entrou na gastronomia por meio de bolsa de incentivo à recolocação de mães de crianças com doenças raras.

Atuou em cozinhas internacionais como asiática, American BBQ, italiana e francesa. Atualmente chef executiva em São Paulo, defensora da igualdade alimentar, da sustentabilidade e da agricultura familiar.

Entusiasta da cozinha brasileira, amazônica e de ancestralidade.

Pelos orixás entitulada Yabassè.

Da cozinha, da defumação e do terreiro.